top of page
2Faixa slide mod.tamanho.fw.png

Tecnologia Assistiva e Histórias em Quadrinhos

Este estudo tem como objetivo geral compreender a contribuição da Tecnologia Assistiva para que a pessoa com deficiência visual tenha acesso a linguagem das Histórias em Quadrinhos com autonomia.

A Ciência da Informação (CI) tem buscado entender como a informação é utilizada e compreendida em nossa sociedade. Com o desenvolvimento tecnológico, esta ganha uma dimensão ainda mais abrangente, possibilitando que um maior número de pessoas tenha acesso ao conhecimento, inclusive as pessoas com deficiência. A Tecnologia Assistiva (TA) tem contribuído para possibilitar formas de acesso à informação para estas pessoas. No estado de Sergipe a Coordenadoria de Apoio Educacional a Pessoa com Deficiência (COEPD), tem por finalidade auxiliar que esses indivíduos possam se habilitar em tecnologias apropriadas, para interagir com o conhecimento. Diante do debate sobre inclusão social e construção de uma sociedade mais inclusiva, destacamos a linguagem das Histórias em Quadrinhos, bem cultural muito utilizado, mas pouco acessível para a pessoa cega. Assim, este estudo tem como objetivo geral compreender a contribuição da TA para que a pessoa com deficiência visual tenha acesso a linguagem das Histórias em Quadrinhos com autonomia. Como metodologia foi utilizada uma abordagem qualitativa com enfoque na fenomenologia, sendo realizado um estudo exploratório, na perspectiva da pesquisa participante, tendo como universo a COEPD. Concluímos que as Histórias em Quadrinhos podem se tornar acessíveis ao público cego utilizando recursos possibilitados pela TA, bem como a escrita Braille, a impressão em alto relevo e a descrição das imagens, sendo que utilizando a proposta de acessibilidade com base no desenho universal a leitura compartilhada se tona possível à toda diversidade humana.


Clique no arquivo abaixo e baixe o ebook


Redimensionando a linguagem das histórias em quadrinhos para incluir a pessoa com deficiên
.
Fazer download de • 4.75MB

26 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page