top of page
2Faixa slide mod.tamanho.fw.png

No Dia do Escritor, a escrita como meio de empoderamento

Para Nilma Sladkevicius, todos os dias são Dia do Escritor. Professora alfabetizadora da Educação de Jovens e Adultos em Osasco (SP), ela foi vencedora do Prêmio Educador com o projeto “Um sorriso negro, um abraço negro”.

Por Elsa Villon

Foto: Nilma Sladkevicius. Fonte: Arquivo pessoal.

Em 25 de julho de 1960, acontecia a primeira edição do Festival Nacional do Escritor, promovida pela União Brasileira dos Escritores, que tinha Jorge Amado como vice-presidente. Para celebrar a ocasião, o então Ministro da Educação e Cultura, João Paulo Penido, sancionou a data como Dia do Escritor. Desde então, ela é celebrada em salas de aula por todo o país.


Para Nilma Sladkevicius, todos os dias são Dia do Escritor. Professora alfabetizadora da Educação de Jovens e Adultos Site externo (EJA) na EMEIEF Luiz Bortolosso em Osasco (SP), ela foi vencedora do Prêmio Educador Nota 10, em 2019, com o projeto “Um sorriso negro, um abraço negro”. A proposta era fazer um levantamento sobre os preconceitos sofridos pela sociedade que geram exclusão. O resultado indicou, além da questão racial, o analfabetismo como um dos fatores.




FONTE: https://diversa.org.br/



2 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Comentários


bottom of page