top of page
2Faixa slide mod.tamanho.fw.png

Dossiê 13: Arte, poéticas e visibilidades da pessoa com deficiência


A composição desse dossiê foi pensada a partir da experiência docente, numa escola municipal com a temática “arte ausente”. Arte ausente é um conceito do autor alemão Boris Groys e faz referência à documentação de arte, mais especificamente aos documentos de arte que substituem a arte em si. Nas aulas de Arte do Centro Integrado de Educação para Jovens e Adultos - CIEJA Professora Rose Mary Frasson - essa premissa foi usada para discutir o pouco ou nenhum acesso que os estudantes têm a obras originais de artes, para tanto se fez uso do aplicativo de museu MASP Áudios para introduzir o conceito e realizar exercícios de (áudio)descrição de obras do acervo do MASP relacionadas à infância. Dentre as muitas experiências que a prática docente levou à densa reflexão, está o caso de uma estudante de 49 anos, que apresenta perda de audição por transtorno de condução ou neurossensorial, distúrbios visuais e outros transtornos de ansiedade. Essa mesma pessoa não faz uso com proficiência em LIBRAS e precisou ser incluída no processo educativo, o que foi possível graças à acepção de “Atendimento Educacional Especializado - AEE na modalidade colaborativa, defendida e desenvolvida pela Professora de Atendimento Educacional Especializado - PAEE Vanessa Lilian de Oliveira Nunes, uma das organizadoras deste dossiê.


Acesse o dossiê completo no link abaixo:

17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page